Nova Constituição Egípcia e Democracia

por jvanildes

Brasil teve diversas constituições, umas democráticas, outras outorgadas, e mesmo vivendo numa jovem democracia como a brasileira, presenciamos com estranheza o processo egípcio, mesmo tendo em perspectiva aspectos culturais que diferem nossas sociedades.

Constituição é a lei maior de qualquer pais e deve ser escrita, estudada e aprovada num ambiente de serenidade, e onde o extremismo tem maior enfase é um complicador a mais.

Hoje se deu a segunda etapa do plebiscito que deve aprovar uma constituição onde a sharia tem fator preponderante e isso nos preocupa pelas interpretações e desdobramentos que possa ter e pior numa sociedade em convulsão social.

Hoje o vice presidente,  juiz de formação renunciou ao cargo e outra figura do regime também renunciou e isso pode fortalecer o candidato a faraó, Sr. M Mursi.

Mudanças urgentes precisam ser feitas, pese que a economia egípcia está estagnada há mais de 2 anos e o pais carece de empréstimos externos para alavancar sua economia e ai deveria entrar pesado as democracias ocidentais que deveriam exigir  transparência e respeito aos direitos humanos e aos tratados assinados pelo Egito. A meu ver deve-se exigir mudanças significativas pela força  do dinheiro, já que pedidos são geralmente ignorados pelos atores em questão. Deve-se evitar uma situação como a do Paquistão, onde se injetam bilhões de dólares sem compromissos formais e tem-se a bagunça política, religiosa e institucional que vê lá.

Mas voltemos ao Egito: juiz sai do governo por discordar de suas mestras de ação, outros juizes em greve e um outro juiz manda prender um blogueiro que que colocou em seu blog um link para o filmeco sobre Maomé, que tanta polêmica causou no mundo islâmico afora.. Por nada.  Numa sociedade que possa almejar democracia, onde está a liberdade de expressão ? Direitos das mulheres, etc, etc, etc.

Não precisamos nas fronteiras de Israel de uma ditadura islâmica sunita, já não basta ter que tolerar outra ditadura xiita do outro M Marmoud Ahmadnejad que é o Irã.

Compasso de espera, vamos ver o que acontecerá no jogo de xadrez egípcio nos próximos dias. Militares parecem resignados ao seu poder econômico financeiro preservado e a oposição laica dividida parece atordoada. O tempo dirá já que o mundo não acabou.

3 comentarios to “Nova Constituição Egípcia e Democracia”

  1. En honor a la verdad este Mursi terminó siendo menos peligroso de lo que pintaba.
    Para alegría de Israel este ”hermano musulman” resultó ser otro vasallo de USA al igual que su antecesor Mubarak.
    Mursi será loco,pero todavía no come vidrio!

    Me gusta

    • Mas ele bem que tentou se proclamar novo faraó com poderes supremos. A economia egipcia está em frangalhos e depende de ajudar externa para promover alguma melhoria na vida dos 80 milhões de egipcios, sem falar que os militares controlam boa parte do PIB, restando ao presidente pequena margem de manobra; mas há alguns de seus partidários que comem vidro amigo Bajur, pois alguns chegaram a pedir demolição de pirâmides …

      Me gusta

  2. Asì lo veo yo también Sergio. Estoy seguro que ese tío no desea ser benigno con Israel. “El mico sabe en que palo trepa”

    Me gusta

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s

A %d blogueros les gusta esto: